.

.

30 de mar de 2013

O AMOR É MAIS FORTE QUE A MORTE!
A Ressurreição de Cristo é o triunfo da misericórdia!
Jesus Cristo desceu a mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia!
O que é a mansão dos mortos, aos quais Jesus desceu?
(não confundir com o inferno da condenação)
A mansão dos mortos, designa o estado de todos aqueles que, justos ou maus, morreram antes de Cristo. Com a alma unida à sua Pessoa divina, Jesus alcançou os justos que esperavam o seu Redentor para chegarem finalmente à visão de Deus pelo qual estavam privados pelo pecado Original. Depois de ter vencido a morte e o diabo «que da morte tem o poder» (Heb 2,14), libertou os justos que esperavam o Redentor, e abriu-lhes as portas do Céu. É o que rezamos no CREDO na missa -"...desceu a mansão dos mortos e ressuscitou ao terceiro dia..."
Que «sinais» atestam a ressurreição de Jesus?
Para além do sinal essencial constituído pelo túmulo vazio, a Ressurreição de Jesus é atestada pelas mulheres que foram as primeiras a encontrar Jesus e o anunciaram aos Apóstolos. A seguir, Jesus «apareceu a Cefas (Pedro) e depois aos Doze. Seguidamente, apareceu a mais de quinhentos irmãos de uma só vez» (1 Cor 15,5-6) e a outros ainda. Os Apóstolos não teriam podido inventar a Ressurreição, uma vez que esta lhes parecia impossível: de fato, Jesus repreendeu-os pela sua incredulidade.
A Ressurreição é obra da Santíssima Trindade?
A ressurreição de Cristo é uma obra transcendente de Deus. As três Pessoas atuam conjuntamente segundo o que lhes é próprio: o Pai manifesta o Seu poder; o Filho «retoma» a vida que livremente ofereceu (João 10,17) reunindo a sua alma e o seu corpo, que o Espírito vivifica e glorifica.
Qual a importância da Ressurreição?
A Ressurreição é o culminar da encarnação. Ela confirma a divindade de Cristo, e também tudo o que Ele fez e ensinou, e realiza todas as promessas divinas em nosso favor. Além disso, o Ressuscitado, vencedor do pecado e da morte, é o princípio da nossa justificação e da nossa Ressurreição: a partir de agora, Ele garante-nos a graça da adoção filial que é a participação real na sua vida de Filho unigênito; depois, no final dos tempos, Ele ressuscitará o nosso corpo.
O que significa a «ressurreição da carne»?
Significa que o estado definitivo do homem não será só a alma espiritual separada do corpo, mas também que os nossos corpos mortais um dia retomarão a vida. 
Qual a relação entre a Ressurreição de Cristo e a nossa?
Como Cristo verdadeiramente ressuscitou dos mortos e vive para sempre, assim Ele próprio nos ressuscitará a todos no último dia, com um corpo incorruptível: «os que tiverem feito o bem para uma ressurreição de vida, e os que tiverem feito o mal para uma ressurreição de condenação»
MARIA ESTÁ NO CÉU EM CORPO E ALMA?
O Senhor só esteve três dias no sepulcro, logo ressuscitou e subiu aos Céus. A morte da Senhora mais parece também um sono breve. É por isso que lhe chamam dormição. Antes de a corrupção lhe poder tocar no corpo imaculado, Deus ressuscitou-A e glorificou-A nas Céus. Não tendo o pecado penetrado nunca na sua alma puríssima, era conveniente que o seu corpo, isento de toda a mancha e do qual o Verbo se encarnou, não chegasse a sofrer a corrupção do túmulo.
S. Agostinho além de afirmar a mesma coisa, também dá três provas disto:
A primeira é que a carne de Cristo e a da Virgem são apenas uma.
A carne que deu carne ao verbo de Deus não poderia se decompor pois Deus preserva da decomposição mesmo seus santos veneráveis.
Já que a natureza humana está condenada à podridão e aos vermes, e que Jesus foi poupado desse ultraje, a natureza de Maria também está imune a isso, pois foi nela que Jesus assumiu a sua natureza.
A segunda razão é a dignidade de seu corpo: O trono de Deus. 
O leito nupcial do Senhor, o tabernáculo de Cristo, deve estar onde Ele próprio está, pois é mais digno conservar este tesouro no Céu do que na Terra.
A terceira razão é a perfeita integridade de sua carne virginal.
 Era adequado que a mãe fosse elevada pelo filho, que subisse para ele como ele descera nela, de que a mãe usufruísse do que pertence ao filho.
Com a morte, que acontece ao corpo e à nossa alma?
Com a morte, separação da alma e do corpo, o corpo cai na corrupção, enquanto a alma, que é imortal, vai ao encontro do Julgamento divino e espera reunir-se ao corpo quando este, transformado, ressuscitar no regresso do Senhor. Compreender como acontecerá a ressurreição supera as possibilidades da nossa imaginação e do nosso entendimento.
Que significa morrer em Cristo Jesus?
Significa morrer na graça de Deus, sem pecado mortal. O que crê em Cristo e segue o Seu exemplo pode assim transformar a própria morte num ato de obediência e de amor ao Pai. «É certa esta palavra: se morrermos com Ele, também com Ele viveremos» (2 Tim 2,11).

Nenhum comentário:

Postar um comentário